Quarta-feira, 30 de Janeiro de 2008

multas de transito

                                                   

Se cometerem uma infracção grave ou muito grave ao Código da estrada...
*NÃO PAGUEM VOLUNTARIAMENTE.**
*Digam ao polícia - que vai insistir convosco para pagarem logo - que preferem o Depósito.
Alguns polícias mentem descaradamente ao dizerem que, se não pagarem, ficam sem os documentos.

* ISSO É MENTIRA!!! *
SE vos retiram os documentos, têm de vos passar uma guia, que é obrigatória por lei.
Terão depois 15 dias úteis para fazerem o que acharem melhor, mas ficam com tempo para decidirem o que querem fazer.
*OPTEM SEMPRE PELO DEPÓSITO, E NUNCA PELO PAGAMENTO VOLUNTÁRIO.***
Quem paga fica, automaticamente, sem defesa.
PAGAR VOLUNTARIAMENTE É O MAIOR ERRO QUE SE PODE FAZER, SEJA EM QUE SITUAÇÃO FOR.
QUEM PAGA VOLUNTARIAMENTE FICA SEM POSSIBILIDADE ALGUMA DE SE DEFENDER, POR QUE A PARTIR DO INSTANTE EM QUE PAGA, ASSUME QUE É CULPADO.

Muitos condutores têm sido pressionados a pagar com a ameaça da polícia de que a multa aumenta, e que ficam sem documentos, etc.

*Não é verdade,* mas ninguém pode impedir a Polícia de exagerar e de se aproveitar da situação de debilidade psicológica do condutor, no momento em que está a ser confrontado com a contra-ordenação.
Se optarem pelo Depósito e pela impugnação da contra-ordenação , obrigam os serviços administrativos da DGVe osGovernos Civis a ficarem entulhados de processos para responder e dar seguimento.
Muitos desses processos vão prescrever.

Pode ser que o vosso também prescreva.
Nunca deixem de apelar e de impugnar.
A Constituição Portuguesa fornece-vos esse direito.
USEM-NO.

Neste momento a DGV já está a rebentar pelas costuras, o sistema está à beira da ruptura.

DEPOSITAR E IMPUGNAR.

Este é o mote para o Código da Estrada mais absurdo de sempre. Os milhões de euros que pagamos em coimas não são aplicados na melhoria das estradas, nem no aumento da segurança das mesmas.

Para onde vai esse dinheiro?
Há anos que os sucessivos governos se escusam a dar resposta a esta pergunta.
 
_______________________________

sinto-me:
música: chamem a policia -Trabalhadores do Comércio
publicado por Filipe Costa às 22:42
link do post | comentar | favorito

Neste blog é proibido fumar

 

 


A lei cumpre-se por terras de Padim da Graça. Durante o dia de ontem tive a possibilidade de verificar o impensável à uns anos atrás: vi todos os cafés por onde entrei sem fumo e vi as pessoas a virem à rua fumar. Enfim, homens de barba rija, fumadores de décadas a sairem dos cafés e a apanhar frio na rua para poderem fumar!
Como todos os cafés de Padim da Graça são relativamente pequenos, segundo a lei, a partir de agora em todos eles é proibido fumar.
Uma lei que promete mudar a vida dos cafés... e das pessoas.
 
sinto-me:
música: Dá-me lume - Jorge Palma
publicado por Filipe Costa às 20:56
link do post | comentar | favorito
Domingo, 27 de Janeiro de 2008

Águias da Graça voando para a subida

                 

Hoje o Águias da Graça deu um passo importante em direcção ao titulo batendo o ex primeiro classificado por uma bola a zero, golo do central Agostinho. Com este resultado o Águias ascendeu ao primeiro lugar com um ponto de avanço sobre o Pico de Regalados.

sinto-me: alegre
música: futebol total
publicado por Filipe Costa às 21:48
link do post | comentar | favorito

Resultado das eleições para a confraria da Nª Sra. da Graça

                                                     

Foi num clima de grande emoção e entusiasmo, com que chegaram ao fim as eleições para a confraria da N. Sra da Graça.

Centenas de pessoas que aguardavam ansiosas no adro da igreja os resultados finais, depois de o saberem, provocaram uma grande manifestação de alegria, com foguetes, buzinando, tocando o sino na capela e indo em procissão cantando até á capela onde se concentraram de novo mostrando a sua devoção á Sra . da Graça.

 Pessoalmente senti-me orgulhoso, pois nunca vi tanto entusiasmo e união em eleições para defender uma causa.Estão de parabéns os irmãos da Sra . da Graça. Só posso prometer que da minha parte tudo farei para defender a  Sra . da Graça. Eis então os resultados da eleição:

 

VOTANTES - 1156

LISTA  A  -  171  =  14,8 %

LISTA  B  -  979  = 84.8 %

BRANCOS - 4    = 0,2%

NULOS  -  2        = 0,2% 

sinto-me: admirado
publicado por Filipe Costa às 20:53
link do post | comentar | favorito

perspectivas da vida

É tudo uma questão de perspectiva ...

 

 

 

 

O que é de facto significativo?

O filho que muitas vezes não limpa o quarto e está a ver televisão, significa que está em casa.
A
desordem que se tem que limpar depois de uma festa, significa que estivemos rodeados de familiares e amigos.

As roupas que nos estão apertadas, significa que temos mais do que o suficiente para comer.
O trabalho que temos a limpar a casa, significa que a temos.
As queixas que escutamos acerca do governo, significa que temos liberdade de expressão.
Não encontrar estacionamento, significa ter carro.
Os gritos das crianças, significa que podemos ouvir.
O cansaço ao final do dia, significa que temos trabalho.
O despertador que nos acorda todas as manhãs, significa que estamos vivos.
Finalmente, pela quantidade de mensagens que recebemos, significa que temos amigos a pensarem em nós.

Quando pensares que a vida te corre mal, pensa nisto.

sinto-me:
música: Hino á alegria-9ª sinfonia Beethoven
publicado por Filipe Costa às 02:16
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Mais uma golpada

Era uma vez um senhor chamado Vasconcelos...* A história podia começar assim, como qualquer história de encantar crianças, se é que às crianças de hoje ainda se contam histórias de encantamento e final feliz.
Mas era uma vez um senhor chamado Jorge Vasconcelos, que era presidente de uma coisa chamada ERSE, ou seja, Entidade Reguladora dos ServiçosEnergéticos, organismo que praticamente ninguém conhece e, dos que conhecem, poucos devem saber para o que serve. Mas o que sabemos é que o senhor Vasconcelos pediu a demissão do seu cargo porque, segundo consta, queria que os aumentos da electricidade ainda fossem maiores.
Ora, quando alguém se demite do seu emprego, fá-lo por sua conta e risco, não lhe sendo devidos, pela entidade empregadora, quaisquer reparos, subsídios ou outros quaisquer benefícios. Porém, com o senhor Vasconcelos não foi assim. Na verdade, ele vai para casa com 12 mil euros por mês - ou seja, 2.400 contos - durante o máximo de dois anos, até encontrar um novo emprego.
Aqui, quem me ouve ou lê pergunta, ligeiramente confuso ou perplexo: «Mas você não disse que o senhor Vasconcelos se despediu?». E eu respondo: «Pois disse. Ele demitiu-se, isto é, despediu-se por vontade própria!». E você volta a questionar-me: «Então, porque fica o homem a receber os tais 2.400contos por mês, durante dois anos? Qual é, neste país, o trabalhador que se despede e fica a receber seja o que for?».
Se fizermos esta pergunta ao ministério da Economia, ele responderá, como já respondeu, que «o regime aplicado aos membros do conselho de administração da ERSE foi aprovado pela própria ERSE». E que, «de acordo com artigo 28 dos Estatutos da ERSE, os membros do conselho de administração estão sujeitos ao estatuto do gestor público em tudo o que não resultar desses estatutos». Ou seja: sempre que os estatutos da ERSE forem mais vantajosos para os seus gestores, o estatuto de gestor público não se aplica.
Dizendo ainda melhor: o senhor Vasconcelos (que era presidente da ERSE desde a sua fundação) e os seus amigos do conselho de administração, apesar de terem o estatuto de gestores públicos, criaram um esquema ainda mais vantajoso para si próprios, como seja, por exemplo, ficarem com um ordenado milionário quando resolverem demitir-se dos seus cargos. Com a bênção avalizadora, é claro, dos nossos excelsos governantes.
Trata-se, obviamente, de um escândalo, de uma imoralidade sem limites, de uma afronta a milhões de portugueses que sobrevivem com ordenados baixíssimos e subsídios de desemprego miseráveis. Trata-se, em suma, de um desenfreado, abusivo e desavergonhado abocanhar do erário público.
Mas voltemos à nossa história. O senhor Vasconcelos recebia 18 mil euros mensais, mais subsídio de férias, subsídio de Natal e ajudas de custo. 18 mil euros seriam mais de 3.600 contos, ou seja, mais de 120 contos por dia, sem incluir os subsídios de férias e Natal e ajudas de custo.
Aqui, uma pergunta se impõe: Afinal, o que é - e para que serve - a ERSE? A missão da ERSE consiste em fazer cumprir as disposições legislativas para o sector energético. E pergunta você, que não é trouxa: «Mas para fazer cumprir a lei não bastam os governos, os tribunais, a polícia, etc.?». Parece que não. A coisa funciona assim: após receber uma reclamação, a ERSE intervém através da mediação e da tentativa de conciliação das partes
envolvidas. Antes, o consumidor tem de reclamar junto do prestador de
serviço. Ou seja, a ERSE não serve para nada. Ou serve apenas para gastar somas astronómicas com os seus administradores. Aliás, antes da questão dos aumentos da electricidade, quem é que sabia que existia uma coisa chamada ERSE?
Até quando o povo português, cumprindo o seu papel de pachorrento bovino, aguentará tão pesada canga?
E tão descarado gozo?
Políticas à parte estou em crer que perante esta e outras, só falta mesmo um carrasco capaz de os enforcar.

sinto-me: indignado
música: 'eles comem tudo'-Zeca Afonso
publicado por Filipe Costa às 23:25
link do post | comentar | favorito
Domingo, 20 de Janeiro de 2008

Dados históricos da Graça

Aqui deixo mais umas curiosidades da nossa freguesia retiradas do livro do Padre Hélio, onde podemos constatar que a freguesia da Pousa já esteve anexada a Padim da Graça.

 Por ele se vê que a igreja da Reguela em 1760 ainda tinha vida própria. Santa Cristina de Algozo estava anexa a S. Adrião de Padim da Graça em termos paroquiais. A Igreja da Pousa em 1548 já era no mesmo sítio de agora. O Livro de Usos e Costumes ainda fazia dis­tinção entre os habitantes de Algoso da Pousa e os de Reguela, quanto aos direitos paroquiais. A freguesia de Pousa tinha os limites actuais. A Reguela nesta ocasião, já era um simples lugar.

    O Livro de Usos e Costumes de Padim da Graça de 1707 (na época conhecida como S. Adrião de Padim) fala da Pousa, referindo-se lá que o Abade da Igreja de S. Adrião de Padim e da sua anexa Santa Cristina da Pousa pagava anualmente um total de quarenta e oito alqueires de milho branco ao Reverendo do Cabido da Sé de Braga, vinte e quatro alqueires por cada uma. Além disso pagava ao Arcediago de Braga cento e vinte reis por S. Adrião de Padim e cento e vinte reis por sua anexa S. Cristina da Pousa, de colheita anualmente.
    Na obrigações do Mordomo da Cruz menciona-se aqui S. Salvador no final da p. 4:
«para o funeral é obrigado «a dar recado aos freg.es na quella meia freguezia onde está do Salvador, ou de S.to Adrião para irem acompanhar os de­funtos».
    Em 1707 a freguesia de Pousa estava anexa à Graça em termos paroquiais.
    Neste Livro menciona-se várias vezes a fregue­sia extinta de Salvador, pertencente ao Couto de Tibães, como o Livro dos Usos da Pousa se referia à de Salvador da Reguela, também apenas como lugar.
 
Bibliografia: P.e Hélio Gomes Ribeiro, "Pousa Sta Cristina - Reguela S. Salvador", 1979.  

             
sinto-me:
música: 'Hino da Graça'
publicado por Filipe Costa às 01:09
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Cimeira ibérica em Mire de tibães

Cimeira Ibérica: Sócrates e Zapatero reforçam relações
O Mosteiro de Tibães, recebe sexta-feira a XXIII Cimeira Ibérica, durante a qual os primeiros-ministros de Portugal, José Sócrates, e de Espanha, José Luís Zapatero, pretendem reforçar o actual bom momento das relações bilaterais.

 

A segurança tem sido apontada como uma das questões que estará no centro das atenções nesta cimeira, que ficará marcada pela primeira reunião do Conselho Superior Luso-Espanhol de Segurança e Defesa.

O conselho, acordado pelos governos de Lisboa e Madrid na cimeira de Badajoz, em 2006, vai reunir no Mosteiro de Tibães ao final da tarde, antes do encontro bilateral entre Sócrates e Zapatero, que também decorrerá neste monumento com origens que remontam ao século VI.

Os dois chefes de governo ibéricos serão recebidos em Braga às 16:00, numa cerimónia que terá lugar na Praça do Município, onde serão prestadas as honras militares, apresentadas as duas delegações e será registada a 'foto de família' desta cimeira.

Sócrates e Zapatero seguem depois para o local onde funcionou o parque de diversões Bracalândia, para proceder ao lançamento do futuro Laboratório Internacional Ibérico de Nanonatologia.

Este laboratório, um projecto financiado pelos dois governos, que tem previsto um investimento anual de 30 milhões de euros, deverá ser inaugurado em 2009 e contará com cerca de 200 investigadores de Portugal e Espanha.

No final da cerimónia, as atenções voltam-se para o Mosteiro de Tibães, onde terão início as reuniões sectoriais entre as delegações dos dois governos.

Às 18:45 começa o encontro entre os dois líderes ibéricos, que antecederá o jantar oficial que encerra o primeiro dia da cimeira.

As questões de segurança e a ciência e inovação serão os temas mais em evidência nesta reunião ibérica, onde deverá ser também criado o operador do Mercado Ibérico de Energia (MIBEL) e aprovado o modelo de organização e dos princípios de funcionamento do Mercado Ibérico do Gás (MIBGAS).

A cooperação transfronteiriça, os projectos rodoviários e ferroviários, com especial incidência na ligação de alta velocidade entre Lisboa e Madrid, questões relacionadas com a energia, o ambiente, o aproveitamento de recursos hídricos, a saúde, a educação ou a segurança social serão também discutidas nesta reunião ibérica.

Os dois países deverão ainda analisar a situação em várias regiões do globo, especialmente na América Latina, Magreb, Norte de África e Mediterrâneo, zonas prioritárias para os governos de Lisboa e Madrid.

As conclusões da cimeira serão apenas divulgadas a meio da manhã de sábado, depois de concluída uma reunião plenária das delegações dos governos de Portugal e Espanha.

sinto-me:
música: 'e viva la españa'
publicado por Filipe Costa às 23:57
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 15 de Janeiro de 2008

'Cuidado com as moedas de 2€ '

ATENÇÃO!!!
Desde dia 1 de Janeiro de 2007, a Turquia tem uma nova moeda, a "nova lira turca" (Yeni Turk Lirasi), que substitui a lira antiga  bastante desvalorizada e pela qual tiraram não menos de 6 zeros
Quando se olha para a nova lira, nota-se logo que se parece estranhamente com a nossa moeda de  2 euros. Se comparar estas 2 moedas, constata-se que têm exactamente a mesma aparência (uma parte de cobre central rodeado por uma parte de niquel), tendo sensivelmente o mesmo tamanho.
A face da moeda, tem como muitos euros, 1 cabeça desenhada (neste caso trata-se de Ataturk, como a dos euros mostrando o rei de Espanha, o rei da Bélgica…). A única diferença é que no lugar de 2 dos 2 euros tem 1 e é semelhante ao 1 das moedas de 1 euro. Esta lira turca é uma imitaçao juridicamente inatacável  da moeda de 2 euros.
Ela vale apenas 0,4 euro (e na Europa não tem qualquer validade, ou seja não vale mesmo nada).
Apenas permite dar troco, fazendo assim lucros substanciais.
Por enquanto, estejam atentos, verifiquem bem que as vossas moedas de 2 euros, não se tratam de liras turcas, porque já começaram a circular.
sinto-me:
publicado por Filipe Costa às 23:00
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 14 de Janeiro de 2008

'Eleições para a confraria da Nº Sra. da Graça'

Vão ser realizadas no dia 27 deste mês eleições para a confraria de N.Sra da Graça a que concorrem duas listas caso inédito na nossa freguesia.Depois de muita polémica, já estão as listas afixadas na igreja e na capela podendo-se dizer que uma lista é apoiada pela comissão admnistrativa e outra pelo padre.Neste ponto é para lamentar a posição do padre pois sendo o orgão vigilante devia manter-se isento, apenas intervindo caso não se cumprisse as normas religiosas.

Fazendo eu parte da lista da 'oposição' já senti na pele a desigualdade de critérios que o padre usa,mas seja o que Deus quiser.

Não quero vir para aqui com ataques pessoais, mas foi um golpe baixo obrigar-nos a retirar um membro da nossa lista por essa pessoa(Manuel Cancela), ser muito 'conflituosa'!!!Uma pessoa que tanto trabalhou quer na igreja quer na capela. Mas enfim deixa-me calar pois nunca vi foi pessoa tão 'conflituosa' como o nosso padre, que Deus o proteja.

sinto-me:
música: 'Aldeia da roupa branca'
publicado por Filipe Costa às 22:44
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.arquivos

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Abril 2012

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.posts recentes

. As contas (des)aprovadas ...

. Festa de Nª. Sra. da Graç...

. O famoso Grilo.

. Liberdade de expressão.

. Festa da Sra. da Graça 20...

. Padim da Graça em chamas

. Graça é festa

. Festa da Sra da Graça Onl...

. 'Auto do baile dos Reis'

. A Graça é linda

.links

blogs SAPO

.as minhas fotos