Segunda-feira, 5 de Abril de 2010

O roubo do Sr. dos Passos

Vou aqui relatar, conforme me contaram uma história passada à setenta e tal anos, que achei engraçada e ao mesmo tempo perigosa que foi o roubo do Sr. dos Passos por pessoas da vizinha freguesia da Pousa.

Tudo aconteceu numa semana anterior à Páscoa em que um grupo de homens reunidos numa taberna e já bem bebidos, se resolveram a vir roubar o Sr. dos Passos a uma capela que ainda existe na freguesia que é a capela de S. António que é particular. Como com eles estava uma pessoa que se dava bem com o dono dessa capela, deixaram essa pessoa presa na taberna para não ir avisar o dono e lá se puseram a caminho e conseguiram consumar o acto, levando com eles o Sr. dos Passos. Pelo caminho e já na freguesia da Pousa ainda bateram á porta de um lavrador a ver se lhes dava de beber pois levavam com eles uma pessoa com muita sede. Levaram o Senhor para a igreja e entretanto como a noticia se espalhou o povo da freguesia da Pousa lá foi correndo em massa para a igreja, ficando lá toda a noite em adoração com cânticos e orações. Entretanto a pessoa que tinha ficado presa na taberna tinha-se conseguido soltar e no outro dia de manhã cedo vei-o avisar o dono da capela do roubo do Senhor. Juntou-se então um monte de Padinenses e foram todos para a capela da Sra. da Graça, querendo tocar o sino arrebate para irem á Pousa resgatar o Senhor o que possivelmente iria causar uma guerra com trágicas consequências. Com muito juízo o responsável pela confraria não deixou ir tocar o sino, dizendo que o dono da capela é que tinha que tratar do assunto. O dono assim fez apresentando queixa na G.N.R. de Barcelos que mandou de imediato uma patrulha á igreja da Pousa e levou o Senhor para o posto de Barcelos.

Ora andando por Barcelos e indo tratar de uns assuntos ao posto da G.N.R um padre Vítor da Lama, viu lá o Senhor e quando chegou á terra, como andavam lá a trabalhar umas pessoas da Graça, perguntou-lhes o que é que o Senhor dos Passos da Graça, tinha feito, pois tinha-o visto preso no posto da guarda de Barcelos. Entretanto o dono foi avisado que o Senhor estava em Barcelos, foi lá buscá-lo, mandou colocar-lhe um manto novo e no fim da procissão da festa da Sra. da Graça, trouxe-o para a Cruzinha, onde o povo foi novamente em procissão e cantando, levá-lo novamente para a sua capela.

Escusado será dizer que tudo isto criou um mau ambiente entre a população de Padim da Graça e a da Pousa, havendo retaliações, sendo a mais famosa a de um tal José Machado que apanhando um sujeito da Pousa que tinha participado no roubo o ameaçou com uma navalha, dando-lhe a escolher entre ficar sem o seu sexo ou uma orelha. O homenzito aflito lá lhe disse que preferia ficar sem uma orelha, pois visto que tinha duas sempre ficava com uma. Então Zé Machado sem dó e piedade, puxa da navalha e zás, lá lhe cortou um pedaço de orelha.

Tudo isto me foi dito por uma pessoa que acompanhou de perto todos estes acontecimentos.

publicado por Filipe Costa às 22:46
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.arquivos

. Julho 2013

. Abril 2013

. Março 2013

. Abril 2012

. Junho 2011

. Maio 2011

. Março 2011

. Janeiro 2011

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

.posts recentes

. As contas (des)aprovadas ...

. Festa de Nª. Sra. da Graç...

. O famoso Grilo.

. Liberdade de expressão.

. Festa da Sra. da Graça 20...

. Padim da Graça em chamas

. Graça é festa

. Festa da Sra da Graça Onl...

. 'Auto do baile dos Reis'

. A Graça é linda

.links

blogs SAPO

.as minhas fotos